top of page
Sobre

Dr. João Lucas Carneiro de Oliveira

Médico psiquiatra CRM 211363  RQE 111.780

Olá! meu nome é João Lucas. Eu me formei em medicina no ano de 2015, na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). No ano seguinte eu servi como médico das forças armadas, na Marinha do Brasil. Uma experiência extremamente enriquecedora. 
 
Nos dois anos seguintes eu conclui minha formação em Cirurgia Geral, em 2019, no Hospital  Universitário Julio Muller (UFMT).

E em 2020 iniciei minha residência em Psiquiatria, no Instituto de Assistência Médica do Servidor Público Estadual (IAMSPE), em São Paulo. Uma formação rica, com estudos aprofundados em psicopatologia, em que tivemos contato com todas as sub-áreas da psiquiatria, como Psicogeriatria, Psiquiatria infantil, Pronto Socorro psiquiátrico, Hospital-Dia, Ambulatórios de Álcool e Drogas e Psiquiatria Hospitalar, tive contato com as patologias mais raras e complexas. Foi também onde iniciei meu contato com a Psiquiatria Intervencionista, através das sessões de Eletroconvulsoterapia. 

Após concluir a residência em Psiquiatria, realizei uma pós-graduação (Fellowship) em Psiquiatria intervencionista na Universidade de São Paulo - USP-SP (2023 - 2024), me especializando nessa área tão inovadora e impressionante, realizando diversos procedimentos através da neuromodulação.

img_9718-editar (1).jpg

Neuromodulação - Psiquiatria
Intervencionista

O QUE É ? ​
São tratamentos em que é realizado algum tipo de intervenção (por isso o nome psiquiatria intervencionista), visando alterar o funcionamento de algum circuito cerebral específico, aumentando ou diminuindo sua atividade. É a medicina agindo diretamente sobre o funcionamento mental. 

E QUAIS SÃO OS TIPOS DE NEUROMODULAÇÃO QUE EXISTEM?​
Não-Invasivas: Estimulação Magnética Transcraniana (contínua, intermitente, profunda, etc.); Estimulação Elétrica Transcraniana (corrente contínua, corrente alternada, corrente pulsada); Eletroconvulsoterapia/Magnetoconvulsoterapia; Escetamina/Cetamina.

Invasivas (necessário cirurgia): Estimulação Cerebral Profunda e Estimulação do Nervo Vago.
 
Exceto algumas modalidades de estimulação elétrica domiciliar, ainda fase de estudos, os tratamentos requerem ambientes equipados adequadamente, geralmente em hospitais, e com equipe capacitada para cada procedimento. Cada modalidade tem suas próprias indicações, você pode ler mais sobre cada uma delas em nossa página de tratamentos. Lembrem-se: a indicação deve ser feita por um profissional experiente, individualizando cada caso.

bottom of page